A PAUTA É NELSON RODRIGUES – Inez Viana dirige “A Mentira” de Nelson Rodrigues, em montagem inédita que estreia no Rio de Janeiro

O Teatro Gláucio Gill recebe, de 15 de junho a 9 de julho de 2018, sexta a domingo, às 20h, a temporada de estreia de “A Mentira”, de Nelson Rodrigues, uma tragédia causada por mentiras e segredos.  Na trama, desejos reprimidos dominam o cotidiano familiar e quando verdades inconfessáveis vêm à tona, a loucura contida pelos bons costumes eclode violentamente. “A Mentira” contém todos os elementos posteriormente chamados de rodriguianos. Em cena, sete atores e atrizes se revezam nos vários personagens da trama: Leonardo Bricio, Inez Viana, Denise Stutz (revezando com Inez), Junior Dantas, Zé Wendell, André Senna, Elisa Barbosa e Lucas Lacerda. A direção e adaptação é de Inez Viana, com realização da Cia OmondÉ. Continuar lendo

Anúncios

A PAUTA É PRÉ-MORTE – “Vim Assim que Soube”, texto de Renato Carrera com direção de Marco André Nunes, estreia no Sesc Copacabana

O Sesc Copacabana recebe, de 1 a 24 de junho, sexta e sábado, às 19h e domingo, às 18h, a estreia de “Vim Assim que Soube”, espetáculo que coloca ficção e realidade caminhando juntas, em diferentes camadas dramatúrgicas, para discutir como o ser humano se relaciona com a proximidade da morte. Um autor de teatro com uma doença em fase terminal resolve chamar sua melhor amiga para passar seus últimos dias de vida ao seu lado para que ela o ajude a concluir a peça teatral que está escrevendo. A partir daí uma série de lembranças e conflitos são revelados. Crueldades e mentiras surgem durante este período de “pré-morte”, estabelecendo uma relação sufocante de dependência mútua. A montagem reúne os atores Cris Larin e Renato Carrera, que também assina o texto, sob a direção do premiado Marco André Nunes (também diretor de “Caranguejo Overdrive” e “Guanabara Canibal”), com direção de produção de Claudia Marques, iluminação de Renato Machado, cenário de Daniel de Jesus e trilha sonora de Felipe Storino. Continuar lendo

A PAUTA É SHAKESPEARE – Um Hamlet do nosso tempo chega ao Centro Cultural João Nogueira

O Centro Cultural João Nogueira – Imperator recebe, de 1 a 16 de junho de 2018, sextas e sábados às 19:30h e domingos às 19h, o espetáculo “HAMLET”. Acostumada a processos que resultam na criação de uma dramaturgia própria, a Armazém Companhia de Teatro se volta agora para um outro tipo de processo, onde o que mais interessa é o seu posicionamento sobre a narrativa. Partindo da obra fundamental de Shakespeare, a ideia geral da companhia é encontrar um Hamlet do nosso tempo. Um Hamlet cheio de som e fúria. Não numa atualidade forçada, mas ressaltando aspectos da obra que dialogam com esse coquetel de conflitos contemporâneos que vemos todos os dias jorrando nas grandes cidades do mundo. Patrocinada pela Petrobras desde 2000, a companhia completou 30 anos de existência no final de 2017, travando um complexo diálogo criativo com um dos melhores materiais dramatúrgicos da história. Continuar lendo

A PAUTA É FAMÍLIA: Espetáculo que arrebatou o público e a crítica em 2017, “Agosto” inicia temporada no Teatro Carlos Gomes

O Teatro Carlos Gomes recebe, de 11 de maio a 3 de junho de 2018, de quinta a sábado às 19h e domingo às 18h, o espetáculo “Agosto”, uma contundente e emocionante história sobre conflitos familiares. Uma peça sobre o inconfessável, sobre o que fica entalado na garganta e sufoca. A história de uma família desconectada, desfeita, cujos membros insistiram na união o quanto puderam, da forma que puderam, mas que chega finalmente ao limite da desistência. Apesar de se tratar de um texto denso, forte, com todos os traços que trazem os clássicos, há uma certa descontração na peça, uma divertida recusa em levar-se demasiado à sério, uma tendência a nos passar “rasteiras” cômicas justamente nos momentos que achamos que não há mais espaço para o riso. Com adaptação e direção de André Paes Leme, elenco composto por Guida Vianna, que por sua extraordinária interpretação de Violet venceu os prêmios Cesgranrio e APTR de Melhor Atriz, Letícia Isnard, vencedora do Prêmio APTR de Melhor Atriz Coadjuvante, Continuar lendo

A PAUTA É NEUROCIÊNCIA – Entre o real e o delírio, o universo da peça “A Marca da Água” flagra estados sutis que podem transformar-se em afirmação de vida

O Teatro da CAIXA Nelson Rodrigues recebe, de 27 de abril a 20 de maio, sexta a domingo às 19h, “A Marca da Água”. O espetáculo da Armazém Companhia de Teatro conta a história de Laura, que vivendo numa aparente placidez, numa espécie de cotidiano automático e morno, aos 40 anos, é surpreendida pelo misterioso aparecimento de um enorme peixe em seu jardim. Esta perturbadora e surrealista aparição traz de volta à vida desta mulher sintomas de uma doença neurológica causada por um acidente na infância. A partir daí, Laura passa a ter acesso profundo e muito nítido às suas mais antigas memórias e é arrebatada por uma música imaginária e constante dentro de sua cabeça. A direção é de Paulo de Moraes.

Continuar lendo

A PAUTA É CRIANÇA – “Contos do Mar” desembarca no Teatro Dulcina, trazendo o universo fantástico das fábulas e dos contos antigos

O Teatro Dulcina recebe, de 7 de abril a 27 de maio, sábados e domingos, às 16h, o espetáculo infantil “Contos do Mar”. Dois atores-narradores apaixonados por contar histórias, um cenário inflável, iluminação digna de conto de fadas… assim podemos começar a contar um pouco o que cabem nesses “Contos do Mar”. O universo fantástico das fábulas e dos contos antigos inspirou a construção de uma grande narrativa, utilizando contos de diversos países: Japão, Itália, Brasil e Hungria. Todos eles apresentam personagens que possuem uma relação direta com o mar: uma princesa que tem como seu bem mais precioso um incrível aquário e neste um animal misterioso que a levará a viver uma grande aventura, um jovem príncipe que atravessa o mar e todos os seus perigos para tentar  reestabelecer a saúde de sua mãe, a rainha. E uma personagem fantástica, a senhora das águas do mar, uma poderosa rainha que se apaixona, é cruel, acolhedora e vingativa. Continuar lendo